História do Grupo


Capítulo I – Os primórdios, a fundação e os primeiros passos

O Grupo Escoteiro Ilha de Vitória começou a nascer em dezembro de 1995, quando representantes de algumas comunidades da cidade de Vitória se reuniram com o intuito de trazer o escotismo de volta para a capital. Nesta reunião, realizada no Colégio Arthur da Costa e Silva no bairro República, foi eleita a primeira diretoria do Grupo Escoteiro, que era composta por:  Gustavo Mendes Rezende como Diretor Presidente e Técnico, Geraldo Adriano Staut Simer como Diretor Financeiro e Rafael Brasil Protásio como Diretor Administrativo. Estava também presente à reunião o então Presidente da UEB/ES Alberto Farias Gavini Filho, e também podemos destacar a presença do Sr. Giovanini Nogueira de Jesus que algum tempo mais tarde também se tornaria Diretor do Grupo Escoteiro e da Sra. Andrea A. Della Valentina de Rezende que viria a compor o quadro de Escotistas.

Foi dado então o primeiro passo para a fundação do Grupo Escoteiro. Nos meses que se seguiram foram feitas novas reuniões e ainda um Curso Preliminar exclusivamente para prover de conhecimentos técnicos os Chefes do novo grupo que se formava.

A primeira reunião com a Tropa Escoteira ocorreu no dia 03 de fevereiro de 1996, e contou com a participação de 20 jovens e 3 Chefes : Gustavo, Chalston e Geraldo Adriano. Durante a reunião os novos Escoteiros tiveram a oportunidade de conhecer a história do Escotismo e formaram as primeiras patrulhas do Grupo Escoteiro Ilha de Vitória, que eram : Pantera, Jaguar, Búfalo e Escorpião (que mais tarde mudou para Falcão).

No dia 25 de maio de 1996 aconteceu a tão esperada fundação do Grupo Escoteiro Ilha de Vitória. Neste dia prestaram sua promessa diante de representantes da comunidade, de outros Grupos Escoteiros e da Direção Regional do Espírito Santo toda a equipe de Escotistas e os primeiros Escoteiros. Podemos destacar os 4 monitores : André Luiz Souza da Silva (patrulha Búfalo), Felipe Morais Addum (patrulha Jaguar), Guilherme Corrêa Bastos (patrulha Falcão) e Marcos Paulo Faustini Rodrigues (patrulha Pantera).

A primeira atividade que contou com a participação do Ilha de Vitória foi a Festa Junina da Paróquia da Mata da Praia, onde os jovens construíram uma falsa baiana para os visitantes da festa. A divulgação realizada na festa proporcionou a apresentação do trabalho para a comunidade e a vinda de novos jovens para o Grupo.
Nos dias 06 e 07 de julho de 1996, na AERT , foi realizado o primeiro acampamento. Esta atividade contou com a presença maciça dos sócios, e serviu de base para o crescimento do Grupo. No acampamento os jovens tiveram a oportunidade de preparar suas primeiras refeições em acampamento, disputar jogos e participar do primeiro Fogo de Conselho.
Nos anos subsequentes à sua fundação, o Grupo Escoteiro Ilha de Vitória esteve presente em muitas atividades locais e regionais e o efetivo do Grupo cresceu gradativamente a cada ano e a participação das famílias no trabalho desenvolvido foi fundamental para sustentar esse crescimento.

De sua fundação até o ano 2000 as reuniões eram realizadas nas cinco praças que compõem o Parque Municipal Padre Afonso Pastore. De 2000 até 2002 o grupo realizou seus encontros no Parque Municipal Pedra da Cebola. Em 2003 grupo passou a se reunir no Clube de Regatas Álvares Cabral. Nessa época, o nome das patrulhas eram Potiguara, Guarani, Pico da Bandeira e Amazonas. Em 2005 o Grupo mudou o local de seus encontros para o Centro de Educação Física e Desportos, nas dependências da UFES – Universidade Federal do Espírito Santo.

Capítulo II – A transformação em Modalidade do Mar

O Grupo Escoteiro Ilha de Vitória tinha um sonho de um dia se tornar um grupo escoteiro do mar. No segundo semestre de 2009 começou o projeto “Tropa Escoteira do Mar” com duração de 2 semestres, quando um grupo de jovens com idade entre 11 e 14 anos vivenciou a realidade do escotismo do mar, com atividades náuticas variadas viabilizadas com a colaboração fundamental do Centro Náutico Capixaba e seus associados, que com singular entusiasmo apoiaram as atividades.

Paralelamente, recebemos o apoio do comandante Jânio Lúcio Rigo e dos seus veleiros Guanaco e Albatroz que proporcionaram inúmeras oportunidades de prática de vela, tanto em campeonatos quanto em outras atividades embarcadas.

Em 2010 e 2011 conseguimos colocações expressivas em competições e esse sucesso dos jovens seniores alimentou o sonho do grupo de possuir uma embarcação própria.

Este sonho começou a se tornar realidade com a doação da embarcação Iemanjá pela Marinha do Brasil ao GEMar Ilha de Vitória. A doação ocorreu com o apoio do Comandante de Mar e Guerra Bessa (CPES) e do Comandante de Mar e Guerra Valtercio (EAMES) e com a participação destacada dos comandantes de Mar e Guerra Ralph e Péricles Martini Quintas.

Capítulo III – Dois mil e quinze! Um ano-marco na história do Grupo

Seniores do grupo velejando no Ceará

Seniores do grupo velejando no Ceará

O Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória inicia o ano do Centenário do Escotismo Capixaba (2015) com atividades relevantes e ganha um presente especial: O seu segundo veleiro, de nome de Ceará, doação do amigo Antônio Rogério Silva.

No mês de agosto o Grupo retorna às atividades do segundo semestre em novo endereço:  A Praia de Santa Helena, em frente à Praça dos Desejos. O novo local incentiva os jovens escoteiros à prática da vida no mar, bem como às técnicas marinheiras e os destaca diante da população de Vitória e região, incluindo esportistas e autoridades, que aos finais de semana, escolhem as proximidades da Praia do Canto para a prática de esportes. Estamos mostrando nossa marca e temos atraído novos membros ao Grupo que então já contava com aproximadamente 65 membros ativos, incluindo os adultos.

onde-nos-encontrar-praia-de-santa-helena

Apontamento do local onde nos reunimos. Veja mais detalhes na página “onde nos encontrar

Para brindar o novo local de encontro, no dia 8 de Setembro de 2015, também o dia do aniversário da cidade de Vitória, o Grupo ganhou um endereço próprio na internet: escoteirosdoilha.org e o que antigamente era um simples blog transformou-se em um site moderno e integrado ao facebook, google+, flickr e youtube. A diretoria, a chefia e alguns membros da equipe administrativa receberam endereços de e-mail institucionais para comunicação interna e externa. O novo site foi projetado e construído pelo então pai de escoteiro, membro da comissão fiscal e webmaster do Grupo Jodelson Sabino.