Visita aos Navios da Marinha


Dia 10 de dezembro! Um lindo dia de domingo! E para deixar esse dia ainda mais especial, o Navio Docas Multipropósito Bahia (G40),  o Navio de Desembarque de Carros de Combate Almirante Saboia (G25) e a Fragata Liberal (F43), da Marinha do Brasil estavam atracados no Porto de Vitória. Nós, escoteiros do mar que somos, não poderíamos deixar de conhecer e prestigiar essas embarcações e suas tripulações, cujo trabalho é tão importante para nosso país.

 

Sobre a visita

G40

Às 14hs, os chefes Richardson Murta, Luciano Raposo, Julia Resende, Francine Gratival e também a chefe Virginia, do 35 GE Linhares, juntamente com uma tropa de escoteiros foram honrosamente recepcionados por um oficial  da Marinha a bordo do navio G40, que é, no momento, o maior navio em atividade na Marinha do Brasil.   Muitas informações foram passadas ao grupo, principalmente sobre a função da embarcação para a Marinha do Brasil e sobre a operação que estavam fazendo nas águas do ES, a Operação Dragão. Normalmente, o navio conta com uma tripulação de 300 pessoas. Mas, durante essa operação, esse contingente aumenta, atingindo o número de 600 embarcados.

 

A operação Dragão é um exercício de simulação para aprimoramento tático e técnico, para garantir o grau de prontidão da Esquadra Brasileira.

 

Durante a visita, puderam ser observados os convés interno e externo. Neste último havia um helicóptero da Marinha, apropriado para atividade paraquedista . Mais uma vez, nosso grupo foi recebido, desta vez pelo  comandante da aeronave, que explicou detalhadamente o funcionamento da mesma.

No interior do Navio Docas Multipropósito Bahia (G40)

 

A estrutura interna é impressionante! No navio há instalações médicas compatíveis com um hospital padrão nível 2, que pode em caso de necessidade, ser adequado para nível 3.

 

G25

No segundo navio, o G25, um militar embarcado recebeu o grupo e forneceu todas as explicações sobre  o funcionamento e  contribuições da embarcação, bem como equipamento de salvatagem com um dos dois mergulhadores do Navio. A visita a esse navio foi concluída com sessão de fotos com alguns dos veículos e armamentos que são transportados pelo navio,

F43

Infelizmente, não foi possível entrar no navio F43, pois o mesmo havia atingido a capacidade máxima de visitantes. Ainda assim, nosso grupo pode admirar a magnitude da embarcação e todo o seu potencial de armamento.

 

Redação: Aldrey Gonçalves, Edição: Aldrey Gonçalves   Fotografia: Luciano Raposo