Jovens e adultos em constante evolução


Carta prego, atividades de patrulha, Módulo de atividades ao ar livre e confraternização com outros grupos do nosso Distrito Escoteiro. Veja como foi o dia dos escotistas, dirigentes,  pioneiros, seniores e escoteiros do 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória neste sábado 11/11/2017.

Escoteiros e as atividades de Patrulha

Os jovens da Tropa Escoteira Mista Épsilon realizaram atividades independentes, por patrulha, conforme previsto no nosso calendário. A programação foi definida no Conselho de Patrulha e os monitores decidiram os locais onde seriam realizadas. Esta dinâmica permite que as patrulhas realizem atividades diversas e distintas e possibilita a evolução dos jovens.

A Patrulha Arraia iniciou as atividades do dia com um módulo de aprendizado de nós e amarras, depois confeccionaram, em equipe, o Distintivo de Patrulha para todos os membros e finalmente realizaram uma reunião do Conselho de Patrulha.

A Patrulha Tubarão Branco também realizou a sua reunião de Conselho de Patrulha, depois assistiram, juntos, um filme e fizeram a discussão sobre o tema do mesmo.

A Patrulha Jacaré também realizou a sua reunião de Conselho de Patrulha, depois confeccionou, em equipe, o seu Distintivo de Patrulha para todos os membros e concluiu suas atividades com uma pesquisa prévia como preparação para o Jantar Lusófilo, que realizarão brevemente.

A Chefia da Tropa Escoteira ficou muito satisfeita com os resultados das atividades deste dia pois o desempenho das tropas foi muito bom e os jovens reagiram de forma muito positiva ao desafio, contribuindo para a construção de um ambiente democrático e participativo na Tropa.

SAIBA MAIS – P.O.R – REGRA 074 – CONSELHO DE PATRULHA DE ESCOTEIROS

I – O Conselho de Patrulha é a reunião formal dos membros da Patrulha, sob a presidência de seu Monitor, para tratar de todas as tarefas necessárias ao desenvolvimento de cada Ciclo de Programa e auxiliar na avaliação da progressão pessoal de seus integrantes.

II – O Conselho de Patrulha delibera sobre todos os assuntos de interesse da Patrulha, inclusive suas atividades, admissão de novos membros, problemas de administração, treinamento e disciplina.

Pioneiros, Seniores e as cartas prego

De uma forma geral a atividade dos seniores, supervisionados pelos pioneiros, foi um jogo de bases que requereu que os jovens se deslocassem até a próxima localização por meio de informações contidas em cartas prego.Como os jovens nessa faixa etária estão se preparando ou fazendo o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), algumas atividades envolveram temas ligados ao quotidiano escolar.

A primeira carta prego exigiu que eles decodificassem o texto que continha uma charada a qual, quando resolvida, os enviava para a Ilha do Frade. Na ilha, eles recebiam outra carta que os orientava a medirem a distância entre as margens de um lago, sem poderem contorná-lo ou atravessá-lo. Desta forma eles tinham que utilizar técnicas de medição, sendo que uma delas é pura geometria: semelhança de triângulos!

Ao terminarem a medição, eles receberam outra carta prego contendo o símbolo do sinal de pista que os orientava a voltarem ao ponto inicial da reunião. De volta à Praia de Santa Helena eles receberam uma nova carta prego que solicitava a construção de um monte de areia, que deveria ter a altura igual à do bastão da patrulha e, após concluída a edificação do monte de areia, eles deveriam subir nele e entoar o grito da patrulha.

Os jovens do Clã Pioneiro Ilha do Socó, supervisionados pelo Chefe Leonardo Vilar programaram e aplicaram as atividades realizadas pela Tropa Sênior Impisa.

A atividade dos seniores e pioneiros foi programada para abordar principalmente o desenvolvimento físico e intelectual, mas teve também um pouco das áreas afetiva e religiosa.

Chefe Leonardo Vilar, diretor de relações institucionais da União dos Escoteiros do Brasil, Região do Espírito Santo

Comemoração dos 9 anos do 33º/ES

9anos do 033ES

Colorimos de branco e azul a confraternização do Guerreiros

Na tarde deste mesmo dia, representantes do 16º/ES  Grupo Escoteiro Barão de Teffé e do 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha e Vitória atenderam ao convite do 33º/ES Grupo Escoteiro Guerreiros de Helamã para celebração dos 9 anos de fundação do Grupo.

Participaram, representando o nosso Grupo Escoteiro, o lobinho Caio Francez, a guia Thamirys Francez, o Chefe Ricardson Murta, a Diretora Administrativa Jacqueline Sabino e o Diretor-presidente Jodelson Sabino.

I.B.O.A. típico de Escoteiro do Mar

A pedido dos nossos anfitriões, Chefe Richardson, que é Chefe de Seção da Tropa Escoteira Mista Épsilon do nosso Grupo Escoteiro, coordenou o I.B.O.A. de abertura, conduzindo o hasteamento do Pavilhão Nacional de acordo com os silvos característicos emitidos de seu apito de marinheiro. O Sênior do Barão Ricardo Casarin e a Chefe Marinaura Nascimento, do Guerreiros, ficaram responsáveis pelo hasteamento da bandeira, de modo que tivemos representantes de três grupos escoteiros como protagonistas da cerimônia.

Na ocasião, a Chefe Vânia Binotti, diretora-presidente do Grupo anfitrião, entregou ao Chefe Deslandes Oliveira a Medalha de Gratidão Bronze pelos relevantes serviços prestados ao Grupo, no que seguiu-se uma calorosa palma escoteira.

Na sequencia os Chefes David Casarin, diretor-presidente do Barão e Jodelson Sabino, diretor-presidente do Ilha, proferiram breves palavras de homenagem ao grupo anfitrião com destaque para os laços de fraternidade que unem a comunidade de escoteiros do nosso distrito e sobre os eventos históricos e recentes de integração com o Guerreiros, encerrando com os planos para intensificar esta integração no futuro próximo.

Sobre o Guerreiros de Helamã

O 33º/ES Grupo Escoteiro Guerreiros de Helamã foi fundado no dia 8 de novembro de 2008. Suas reuniões são realizadas aos sábados das 15h às 17h, no Parque Horto de Maruípe, uma área arborizada e bem cuidada pela Prefeitura de Vitória, repleta de facilidades e infraestrutura ideal para a realização de atividades escoteiras.

Para maiores informações e contato com o 33º/ES visite a página do Grupo no facebook.

  A Vitória que nos une

O nosso Grupo escoteiro é muito ligado aos nossos irmãos do 33º/ES Grupo Escoteiro Guerreiros de Helamã. Nós realizamos as nossas atividades na Praia de Santa Helena e exploramos a natural vocação marítima de nossa cidade e os Guerreiros, incrustados no interior da Ilha de Vitória, entre o Parque Estadual da Fonte Grande e a Baía de Vitória, exploram um dos nossos belíssimos parques municipais em atividades típicas da modalidade básica do escotismo. Com efeito, é comum realizarmos atividades em conjunto com eles:

  • Em setembro de 2016 lobinhos, escoteiros e escotistas do 33º/ES realizaram as suas atividades conosco, na Praia de Santa Helena, vivenciando assim uma manhã de atividades com um grupo escoteiro do mar, conforme reportado neste artigo do nosso blog.
  • Em setembro de 2017 a Chefe Vânia Binotti, diretora-presidente do Guerreiros do Helamã, juntou-se aos nossos escotistas e dirigentes para nos ajudar a realizar a atividade nacional do Mutirão Nacional Escoteiro de Ação Comunitária (MutCom 2017), em que os jovens do nosso Grupo proporcionaram uma manhã de escoteiro a alunos de uma escola pública do Bairro Andorinhas, aqui na cidade de Vitória, conforme reportado neste artigo do nosso blog.

Em paralelo, Módulo de Atividades ao Ar Livre para os chefes

Enquanto isso, durante todo o final de semana, esteve ocorrendo a segunda turma do Módulo de Atividades ao Ar Livre (MTA) oferecida este ano. O Chefe César e a Chefe Márcia, da Alcateia Lobos do Mar, o Chefe Frank, da Tropa Escoteira Mista Épsilon e a Chefe Thaís e o Chefe André, da Tropa Sênior Mista Impisa estiveram lá como alunos deste curso.

Com a participação de cinco chefes do nosso Grupo Escoteiro nesta segunda turma, alcançamos um total de oito escotistas que já estão por concluir o nível básico já devidamente treinados neste módulo

O MTA possui um enfoque na linha de formação Escotista e visa capacitar e consolidar as habilidades mateiras de adultos, tornando-os aptos a orientar os jovens de todos os ramos no planejamento e execução de atividades ao ar livre, sendo um pré-requisito para a conclusão do nível Básico Escotista.

A Diretoria Regional tem priorizado a oferta de treinamento para os voluntários do Movimento Escoteiro no Estado. A diretoria do nosso grupo Escoteiro está alinhada com esta diretriz da Diretoria Regional e tem incentivado fortemente a formação de nossos escotistas e dirigentes. Estas são duas iniciativas congruentes dos níveis regional e local que tem se somado para dar um resultado muito positivo na capacitação de nossos adultos voluntários.

Em nome da Diretoria do Grupo parabenizo os nossos oito escotistas que fizeram o MTA este ano. Esta é uma evidência clara de que estamos contribuindo para termos mais adultos voluntários tecnicamente capacitados em nosso Grupo, aumentando o nosso potencial de oferta de atividades interessantes e de qualidade aos nossos jovens, o que é uma das mais importantes prioridades da diretoria atual 

Jodelson Sabino, diretor-presidente do 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória

Mais fotos

Para ver mais fotos de todas as atividades deste final de semana, clique neste link e tenha acesso direto ao álbum de fotos correspondente em nossa página no flickr, que hoje em dia já conta com mais de 5.000 fotos no total.


Redação e edição: Jodelson Sabino, Fotos: 33º/ES Grupo Escoteiro Guerreiros do Helamã e 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória