Pioneira do Ilha recita poema de sua autoria na comemoração de 21 anos


Após o Clã Ilha do Socó ser agraciado com uma carta de elogio, Marcela Geada Cavalieri, pioneira e integrante deste clã, surpreendeu a todos com uma emocionante homenagem ao 11°/ES Escoteiro do Mar Ilha de Vitória.  Ela recitou um poema de sua autoria como demonstração de sua satisfação e carinho em fazer parte deste Grupo.

 Uma breve história…

Marcela conheceu o Movimento Escoteiro aos 12 anos quando passeava com seu pai e viu um Grupo Escoteiro em atividade. Foi amor à primeira vista!

Mas… ainda não era a hora! Na ocasião, os compromissos de Marcela a impossibilitaram de ingressar no Movimento Escoteiro. Os anos se passaram e a vontade só crescia… Até que aos 18 anos ela finalmente realizou seu sonho ingressando no 16º/ES Grupo Escoteiro Barão de Teffé (Vila Velha/ES).

Ano passado, participando do CTMar (Curso Técnico da Modalidade do Mar), Marcela conheceu o 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória e ali fez mais amizades. Este ano, a jovem teve as manhãs de sábado livres e então atravessou a 3ªponte e veio conhecer mais sobre os escoteiros do mar e suas técnicas.

Abraço do diretor presidente e a emoção de todos após a homenagem

  Vitórias e conquistas!

A Pioneira Marcela já chegou trazendo várias insígnias, conquistou outras tantas no Ilha de Vitória e outras mais com chefes de outros grupos que a auxiliaram. Por onde passa vai fazendo amizades e trilhando um caminho cheio de conquistas. Sua obstinação serve de exemplo para os demais jovens. Com vontade, garra e disciplina, se chega longe!

Disciplina que Marcela aprendeu a admirar no escotismo:

O que eu mais admiro no Movimento Escoteiro é a disciplina que é oferecida e cobrada dos jovens. Viver em sociedade demanda disciplina que, quando respeitada, auxilia numa melhor convivência entre as pessoas. É bom acostumar os mais novos com algumas responsabilidades desde cedo. Toda essa disciplina me ajuda muito academicamente, pois meu horário de estudos é bem rígido e essa responsabilidade já fez-me conquistar muito mais do que só progressão e insígnias.

 Marcela Geada Cavalieri – Pioneira

Para que esta carinhosa homenagem fique na memória, reproduzimos o poema abaixo:

Bom, meu nome é Marcela

Sou pioneira, vim do Barão de Teffé.

Cheguei aqui no Ilha meio na minha

Não fazia nem a oração no IBOA sequer

Com o tempo me enturmei

Fui conhecendo do grupo cada pedacinho

Hoje já conheço a maioria pelo nome

E quando chego já ganho abraços

de escoteiro, de sênior e de lobinho.

Sempre me perguntam como foi

Minha chegada ao movimento.

Eu não conhecia nada sobre veleiros

Nunca tinha participado de um acampamento.

Não sabia nenhum nó

Não conhecia canções escoteiras

Mas tinha uma paixão por isso tudo

Apesar da idade, que já era de pioneira.

Então procurei um grupo escoteiro

Lá em Santa Teresa, que era onde eu morava.

Mas não tinha nenhum grupo lá

Era só o que me faltava!

Comecei a ir a Vila Velha

Pra participar do grupo de lá

E conheci este tal grupo Ilha

Num curso chamado de CTMAR.

Na minha patrulha tinha chefe Panda

Chefe Dentinho, Chefe João

Aprendi coisas do mar

Boreste, Bombordo, Timoneiro, Capitão.

No CTMAR eu conheci a Ana

Que já tinha a minha idade

Era ela que me dizia

“Amiga, vamos tirar especialidade!”

Me mudei pra Vitória esse ano

Vim fazer faculdade

Mas da minha terra, no interior

Eu sinto muita saudade

Deixei muitos amigos lá

Para vim morar aqui.

Mas nesse tal ilha de vitória

Uma outra família eu recebi.

Hoje o clã, além da Ana

Tem o Hugo, que também é Engenheiro

Tem a Júlia, nossa desenhista

E a Taísa, que empresta a casa dela

Pro clã fazer de macarrão a brigadeiro.

Quem também faz parte do Clã é o Victor

Que anda meio sumido

O que eu quero é que vocês percebam

O quanto aqui eu ganhei amigos.

Tem gente que diz

Que escoteiro é coisa de criança

Mas foi aqui que eu recebi

Na minha vida, a maior herança.

Que não é dinheiro, não é ouro,

Nem diamante sequer.

Mas coisas que eu também aprendi

Lá no Barão de Teffé

Aqui eu conheci histórias

De BP ao chefe Severino, da Regional

Aprendi a ter paciência

E que tudo da certo no final.

Tenho tanto orgulho desse grupo

Aqui eu aprendi a fazer doce de maracujá

Gente, eu divido com vocês

Muito mais do que velejar!

Eu divido um pedaço da minha história

Com cada um de vocês, que são tão especiais.

Hoje o grupo faz 21 anos

21 anos de felicidade demais.

21 anos produzindo essa herança

Que é entregue aos filhos de vocês.

Sejam gratos aos chefes escoteiros

Pois nunca se é chefe escoteiro apenas uma vez.

No curso de primeiros socorros

Lá estava chefe João.

A gente corria com o suco de um lado

E pro outro ele corria com o macarrão.

Em meio a tanta correria

Lava copo, prato, colher.

Nesse mesmo dia, a tarde

Era o book de grávida da sua mulher.

No dia de tirar as fotos

Chefe João dando uma de cozinheiro.

“Mas chefe, onde sua esposa está?”

“Deve estar no cabeleireiro”

Eles não abdicam só de sábados

Mas também de quartas, segundas e domingos.

Tem coisas que os filhos não contam pros pais

Por isso o chefe escoteiro é sempre um amigo.

E falando em quem sempre nos acompanha

Quem tá sempre aqui pra ajudar

Também é o pessoal da secretaria

Que não podia faltar.

Se o grupo funciona

Também é graças a vocês

Pessoal hoje tem lanche,

Paga 2 e leva 3!

É registro, é mensalidade

Em meio a tanta correria

Tem chefe que tira foto

Fazem o que for preciso nessa secretaria.

Nessa minha vida sempre me perguntam

Se eu já me formei, das coisas que já fiz

Mas foi aqui no Ilha de Vitória

Que me perguntaram se eu realmente era feliz.

A todos vocês que aqui estão

Ainda tem muita coisa por vir.

E que possamos, por mais muitos anos

Estarmos sempre alertas para servir!

Poema de Marcela Geada Cavalieri – Pioneira do 11°/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória


Redação: Graziela Oliveira e Jodelson Sabino; Edição: Bernardo Vasconcellos e Simone Medeiros; Fotos: Estúdio Jamc