Um, dois, três … quatro Cruzeiros do Sul em um só mês! 1


Quatro lobinhos fazem a passagem para o ramo escoteiro

Passagem de Bárbara, Sophia, Lucas, Sarah e Paula

Esse artigo foi preparado exclusivamente para homenagear as meninas que, no mês passado, completaram todas as Etapas de Progressão e foram reconhecidas com o mais alto distintivo para os membros juvenis do Ramo Lobinho. Elas encheram de honra e orgulho o nosso Grupo Escoteiro pois tivemos, em um único mês, quatro cerimônias de entrega do Distintivo Cruzeiro do Sul.

Dia 4 de março de 2017 foi o dia D para as lobinhas Sophia Rezende, Sarah Hemerly  e Bárbara Campos e dia 18 de março foi a vez da Paula Rodrigues receber o distintivo e certificado e completar a série de quarto Cruzeiros do Sul em um só mês!

Logo após o recebimento do distintivo e do certificado pela Paula Rodrigues, a Alcateia Lobos do Mar e a Tropa Escoteira Épsilon promoveram a cerimônia de passagem das quatro lobinhas para o Ramo Escoteiro, juntamente com o Lobinho Lucas Bottecchia.

Não é tão fácil…

O Certificado do Cruzeiro do Sul é expedido pelo escritório Nacional da União dos Escoteiros do Brasil e, para dar início ao processo, há uma série de requisitos obrigatórios que devem ser cumpridos pelo jovem candidato.
Entre os itens obrigatórios estão a conquista de pelo menos 5 especialidades com 3 ramos de conhecimento diferentes, o domínio da orientação pelo Cruzeiro do Sul e a participação em pelo menos 3 acampamentos ou acantonamentos. O lobinho ou lobinha deve ter conquistado também uma insígnia de interesse especial ou de meio ambiente.
Além disso, a candidata ou o candidato deve ser recomendado pelos escotistas da Alcateia e pela diretoria do grupo e a sua indicação para receber o Cruzeiro do Sul tem que ser aprovada pelos lobinhos da alcateia na Roca de Conselho.

Chefe Sylvia, Akelá da Alcateia Lobos do Mar teve participação apenas como orientadora, mas o interesse e a conquista são méritos exclusivamente das lobinhas:

Acredito que a conquista do Cruzeiro do Sul é a primeira grande conquista do lobinho em seu crescimento pessoal porque 80% é do esforço próprio do lobinho. Ele é que deve demonstrar interesse e buscar o cumprimento dos requisitos. Se isso não acontecer, o chefe e seus assistentes, caso observem no lobinho o potencial podem, no máximo, orientá-lo.
Dessa forma, os chefes são apenas coadjuvantes nessa conquista

Chefe Sylvia Lessa – Akelá da Alcateia Lobos do Mar

A Sophia achou difícil e, em certos momentos, achou que nem iria conseguir:

Quando minhas amigas começaram a falar do Cruzeiro do Sul eu achei que não iria conseguir fazer pois faltava pouco tempo para me tornar escoteira. Mas eu consegui! Foi muito … muito legal!

Sophia Rezende, hoje escoteira do nosso Grupo

Orgulho para os pais

Sophia - Cruzeiro do Sul

Sophia, ao lado de seus pais, recebendo o Certificado

“Ficamos muito satisfeitos e orgulhosos em assistir e participar da conquista do Cruzeiro do Sul pela Sophia. Sempre incentivamos a participação dela no escotismo pois sabemos que assim como  (a Constelação) Cruzeiro do Sul é um guia para os navegantes, o escotismo é um guia para a vida.”

Rosana e Carlos Alberto, pais da Sophia

 

Bárbara - Cruzeiro do Sul

Da esquerda para a direita,Teresa, Vitória, Bárbara e o Chefe Luciano Rodrigues, Diretor Presidente da União dos Escoteiros do Brasil, Região do Espírito Santo

As lobinhas se mostraram bem interessadas! Além de todo esforço e perseverança para conseguir reunir todos os requisitos necessários elas ainda tinham mais um obstáculo, o tempo, as três já estavam próximas de completar 11 anos, limite máximo para lobinhos, a partir desta idade eles já passam para o Ramo Escoteiro. Neste momento é que entra o envolvimento da família, fundamental para apoiar as escolhas e ajudar a fazer com que seus sonhos se tornem realidade.

A conquista do Cruzeiro do Sul pela Bárbara é bastante significativo para nossa família. Ela (Vitória – irmã e Guia do nosso Grupo) e eu entramos no escotismo não tem muito tempo e essa insígnia vem refletir quão sério e sincero foi o envolvimento dela com as propostas escotistas desde o início.

Maria Tereza Campos, mãe da Bárbara

Sarah - Cruzeiro do Sul

Sarah posa para uma foto ao lado da mãe´, da Akelá, da avó e do Chefe Luciano Rodrigues, Diretor Presidente da União dos Escoteiros do Brasil, Região do Espírito Santo

A Akelá orienta mas quem conquista é a lobinha

Na conquista do Cruzeiro do Sul o lobinho coloca em prática o conhecimento que adquiriu durante sua trajetória na alcateia. Nesta etapa ele começa caminhar sozinho, ganha mais autonomia, a Akelá apenas orienta, as escolhas são dele. Aqui ele mostra sua organização e aptidão. Ele tem a responsabilidade de buscar as informações do que precisa. Dentro do Guia de Especialidades ele escolhe quais são as que mais lhe interessam, de acordo com seu perfil, seu gosto, e conhecimentos prévios.

A partir daí ele sai em busca de completar o máximo de requisitos possível para poder conquistar as especialidades desejadas. Precisa ainda fazer um breve relatório demonstrando o motivo do interesse pela especialidade escolhida. A conquista do Cruzeiro do Sul depende muito da vontade, comprometimento, empenho e trabalho do lobinho. São os primeiros passos para ele demonstrar que está preparado para outros desafios, outros aprendizados e outras aventuras na cidade dos homens, no Ramo Escoteiro.

 

Ter conquistado o Cruzeiro do Sul um pouco antes de passar para o Ramo Escoteiro vem com uma simbologia ainda maior: a de fechamento de um ciclo e início de outro. Minha menininha passando, sob o brilho das estrelas, para a adolescência. Às chefes Sylvia e Enilene meu especial agradecimento e carinho pela essencial participação nessa conquista.

Maria Tereza Campos – mãe da lobinha Bárbara

Paulinha com o Cruzeiro do Sul

Paula posa ao lado da Akelá Sylvia Lessa e seus pais após receber o certificado e o distintivo Cruzeiro do Sul

E que venham mais Cruzeiros do Sul em 2017!

O nosso Grupo Escoteiro se enche de orgulho e parabeniza a conquista dessas quatro meninas, hoje já escoteira e deseja aos lobinhos e lobinhas da Alcateia Lobos do Mar que eles se inspirem na façanha de suas ex-colegas de alcateia e conquistem mais Cruzeiros do Sul nesse ano de 2017.

Bravo! Bravo! Bravo!


Redação: Larissa Gastmann, Edição: Jodelson Sabino


Um pensamento em “Um, dois, três … quatro Cruzeiros do Sul em um só mês!

  • Sandra Regina Fiorio

    Bravo! Bravo! BRAVÍSSIMO! Continuem fazendo o seu Melhor Possível! ✌👏👏👏👏

Os comentários estão desativados.