Livros … viajar sem sair do lugar! 1


 

MZ alunos da escola Ogawanela

Alunos da escola Ogawanela

… E o 11º/ES Grupo Escoteiros do Mar Ilha de Vitória participa de mais uma ação social!  😛

Lobinhos, escoteiros, seniores, pioneiros, pais apoiadores e dirigentes se mobilizaram e abraçaram um projeto que leva esperança à crianças carentes, desperta possibilidades, abre caminhos, incentiva sonhos e proporciona grandes viagens inimagináveis. Coisas que o escotismo sabe fazer muito bem.

Saiba mais sobre a doação de livros realizada pelos nossos jovens para os alunos da Escola Ogawanela, construída por uma brasileira e seu marido, em Moçambique.

Alfabetizando Moçambique

Isabella e Deydson

Isabella e Deydson

Esse projeto surgiu quando a professora de pedagogia da FAESA, Edileuza Domingos Ferreira, tomou conhecimento de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da ex-alunas Isabella Costa e Silvia Rodrigues no final de 2015. Isabella abordou a situação da educação e da pobreza em Moçambique. Após concluir seu curso de pedagogia, Isabella se mudou com o marido Deydson Garcia, para Moçambique e agora, no começo de 2017, conseguiu realizar seu sonho que era o de abrir uma escolinha de educação infantil para as crianças da localidade onde moram. A escola tem capacidade para receber 60 alunos.

Fiquei encantada quando tomei conhecimento desse projeto e, como conhecia Isabella, consegui entrar em contato pelo Facebook e saber como poderia ajudar. Foi então que ela me falou da necessidade de livros de literatura infantil, pois em Moçambique não existe.  

Edileuza Domingos Ferreira – Professora de Pedagogia da Faesa

O hábito da leitura facilita o aprendizado da língua, e essas crianças tão novas já terão a chance de descobrir um mundo novo, cheio de oportunidades e desafios. Uma vida digna e cheia de esperança os espera e eles já poderão sonhar com um futuro melhor e fazer planos … É o conhecimento mudando o rumo da história!

Trabalho de formiguinha

No início de março de 2017 foi reaberto, na FAESA, o Projeto Roda de Leitura, dos alunos de pedagogia. A professora Edileuza levou ao conhecimento da coordenadora do curso de Pedagogia, a professora Eusdete  Gobete, o trabalho feito em Moçambique por Isabella e então as duas tiveram a ideia de propor um desafio para os alunos de pedagogia: Eles deveriam arrecadar livros de literatura infantil para serem doados para a Escolinha Ogawanela, em Moçambique.

Prontamente os alunos aceitaram o desafio e começaram a chegar livros e mais livros. Fizeram a divulgação fora da instituição e o projeto aumentou de tamanho. Quem também aderiu a causa foi a Academia Vilavelhense de Letras e o nosso 11º/ES Grupo Escoteiros do Mar Ilha de Vitória.

Bella e as crianças da Escola Ogawanela

Isabella e algumas crianças da Escola Ogawanela

Repassando a oportunidade a quem precisa

Lobinhos e os livros doados

Lobinhos e os livros doados

Por acreditar que o conhecimento é para todos, nossa Akelá Sylvia Lessa, que é aluna de pedagogia da FAESA, trouxe para os Escoteiros do Ilha este desafio. Como não poderia ser diferente todos logo se organizaram, arregaçaram as mangas e foram em busca de livros de literatura infantil e juvenil para colaborar com esse projeto e alegrar os pequenos estudantes moçambicanos. Sempre animados em ajudar causas tão nobres quanto essa, nossos jovens trataram de recolher o máximo de livros que conseguissem: Se o livro foi tão importante para um jovem e por vezes o ajudou em algum momento de sua vida, por que não passar para frente a oportunidade e possibilitar que outras pessoas também se beneficiem dessa riqueza?

Curiosidades

Liga dos escuteiros de Moçambique

Liga dos Escuteiros de Moçambique

  1. Moçambique é um país localizado no sudeste da África e banhado pelo oceano Índico. Essa ex-colônia de Portugal teve sua independência em 1975. Devido a uma guerra civil de que durou aproximadamente 20 anos, o país sofre hoje vários problemas socioeconômicos, entre eles:
  • O IDH (Índice de desenvolvimento Humano) é o 5º menor do mundo;
  • A expectativa de vida dos habitantes é de apenas 42,2 anos;
  • A taxa de mortalidade infantil é de 86 óbitos a cada mil nascidos vivos;
  • O analfabetismo atinge mais de 55% da população.
  1. Em Moçambique as crianças tem acesso apenas a livros didáticos e a maioria das crianças nunca nem viram um livro de literatura. Uma Avaliação Nacional do Aproveitamento Escolar constatou que, em média, menos de uma em cada dez crianças da terceira série tem competências básicas de leitura. Além disso apenas 4% das crianças com menos de 6 anos, principalmente nas zonas urbanas, tem acesso a qualquer tipo de oportunidades de aprendizagem precoce financiada pelo Estado.
  2. Como sua língua oficial é o português, apesar de somente 40% de sua população utilizá-lo, Moçambique faz parte da Comunidade de Países de Língua Portuguesa e, portanto, interações com jovens da Liga dos Escuteiros de Moçambique podem resultar no cumprimento de itens para conquistar a Insígnia de Lusofonia.
  3. Nosso Diretor Presidente, Jodelson Sabino, já viajou para Moçambique em missões de trabalho e, nos dias de folga, teve a oportunidade de fotografar algumas cenas das cidades de Tete e Beira, as quais ele compartilhou com a redação da nossa Equipe de Comunicação para ilustrar esse artigo.

Nossa contribuição

Isabella dando aula na Escola Ogawanela

Isabella dando aula na Escola Ogawanela

Com tanto empenho, nossos jovens conseguiram um total de 295 livros divididos em:

  • 17 livros de Poesias;
  • 27 livros Clássicos;
  • 112 livros de literatura infantil;
  • 54 revistinhas em quadrinhos;
  • 1 Coleção com 14 livros de Monteiro Lobato;
  • 41 livros de literatura Infanto Juvenil;
  • 30 livros diversos.

A alegria tomou conta do nosso grupo por saber que nossa contribuição, nosso esforço, cruzará os oceanos e chegará em outro continente levando um pouco de nós, de nossas histórias, de nossa cultura e proporcionará momentos de muita empolgação e aventura as nossos irmãos moçambicanos.

Sempre Alerta! Melhor Possível! Servir!

E os livros chegaram ao seu destino !

A conclusão do projeto se deu com a chegada do pacote contendo os livros e a utilização dos mesmos para a educação das crianças da Escola Ogawanela.

Clique no vídeo abaixo para ver a Isabella Costa, acompanahda de seis alunos da escola, agradecendo ao nosso Grupo Escoteiro pela doação dos livros

 

Clique nos links para os vídeos abaixo e veja também:

  1. A mensagem de agradecimento da Equipe da Escola Ogawanela, incluindo as palavras do casal Deydson Garcia e Isabella com menção à FAESA e aos “escoteiros” (nós  😳 )
  2. A abertura do pacote com os livros diante dos alunos da Escola Ogawanela e a reação deles
  3. A utilização dos livros para contar histórias para as crianças

Este foi mais um projeto social do 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória, convertendo recursos que não estavam sendo utilizados em oportunidade de crescimento para quem precisa e visando, no final de tudo, a construção de um mundo melhor.

 

TemaAnual2017_CapasFB_LaranjaClaro


Texto: Graziela Oliveira, fotos: Larissa Gastmann, jodelson Sabino e Deyd&Bella, Edição: Jodelson Sabino

 


Um pensamento em “Livros … viajar sem sair do lugar!

  • Ana LF Bottécchia Senn

    Excelente trabalho Escoteiros do Mar Ilha de Vitória! Em meio a tanta violência nos países, uma mostra de que a solidariedade e igualdade nos une a todos.

Os comentários estão desativados.