VII Acampilha /2016 1


 

vii-acampilha-foto-webFinalmente chegou o tão esperado VII Acampilha (Acampamento do 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória). Lobinhos, Escoteiros e Guia ansiosos para viver mais essa aventura, acordaram mais cedo no sábado, dia 5/6/2016, e se dirigiram à Fazenda Liberdade do Chury em Vila Velha (ES), local escolhido para o evento.

Com todos devidamente uniformizados e ansiosos aconteceu o I.B.O.A. de abertura das atividades. Sob as orientações do chefe e Diretor de Métodos Educativos João Gabriel, Lobinhos, Escoteiros e Guia formaram uma grande ferradura para começar a inspeção e o hasteamento da bandeira. Logo à frente do grupo estavam os chefes e dirigentes, incluindo o Diretor Presidente Jodelson e a Diretora Adimistrativa Jacqueline, eleitos em 22 de outubro de 2016 para compor a nova diretoria do 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória, a qual tem como quarto componente a Diretora Financeira Eliana.

nova-diretoria 2016

Jacqueline, Jodelson, Eliana e João Gabriel. Novos diretores do nosso Grupo.

I.B.O.A. de abertura com Cruzeiro do Sul

Ainda no I.B.O.A., nossa Akelá Sylvia Lessa nos presenteou com mais uma alegria: A entrega do Certificado e do distintivo de Cruzeiro do Sul à Lobinha Anabelle Leite Batista. Em menos de um mês duas lobinhas conquistaram o mais alto distintivo do ramo. Na presença de seus pais e pelas mãos da Chefe Sylvia, Anabelle recebeu o distintivo e o certificado de sua tão almejada conquista. Uma vitória compartilhada e assistida por todo o grupo da trajetória de uma lobinha que se preparava para fazer sua passagem para o ramo escoteiro.

anabelle-cruzeiro-do-sul

Anabelle e o Cruzeiro do Sul

Aprender fazendo

Emoções a parte, chegou a hora de colocar em prática e desenvolver os conhecimentos de cada ramo, e os jovens se dividiram por ramos para fazerem o que sabem de melhor: acampar, buscar aventuras, o contato com a natureza, comida mateira, pioneirismo, vencerem a si mesmos!

Ramo sênior

Nossa Guia Vitória Campos sob a supervisão do chefe João Gabriel logo tratou de procurar um local para montar seu acampamento. Uma estrutura de bambu com uma lona por cima foi montada para proteger de chuva e do sereno à noite, outra estrutura de bambu (a que chamamos de pioneiria) servindo de mesa, uma fogueira que deveria se apagar somente quando ela fosse embora, no domingo e uma rede para dormir. Precisa de mais alguma coisa? Só determinação!

No Ramo Sênior o nível das habilidades é maior que o dos escoteiros e lobinhos, então Vitória construiu um fogão suspenso e uma mesa de campo e também um abrigo natural para duas pessoas, utilizando somente os meios existentes no local, para cumprir itens do próximo nível da Especialidade Pioneiria.

Saiba mais – Masculino e feminino dos jovens dos ramos

O feminino de Lobinho é Lobinha. O feminino de Escoteiro é Escoteira. O feminino de Pioneiro é Pioneira e o feminino de Sênior é Guia.

Ramo escoteiro

Os escoteiros também acharam um local apropriado para montar suas barracas, a pioneiria da intendência e no centro sua fogueira. Antes, porém, com a ajuda dos chefes Luís Paulo e Richardson e de alguns pais apoiadores, os jovens tiveram que cortar bambu para servir de base para mesa triangular e para a cobertura da intendência. Somente depois puderam limpar o local e começar a armar as barracas.

A pioneiria que montaram serviu de cozinha para o acampamento escoteiro, onde preparavam e serviam as referições dos escoteiros.

Ramo Lobinho

Os lobinhos também puderam ensaiar a montagem de abrigo com pedaços de galhos, madeiras e folhas de coqueiros que encontravam disponível pelos arredores, mas era apenas uma amostra do que os espera nos próximos ramos, porque para eles as aventuras são mais lúdicas, o que não quer dizer que não tenham grandes emoções. Saltar na tirolesa e atravessar na ponte de corda exige coragem dos pequenos, assim como escalar um paredão e celebrar a conquista de chegar no ponto mais alto tocando o sino. Também outras habiliddes como concentração, flexibilidade e estratégia foram trabalhados em inúmeros outros jogos escoteiros como a “cama de gato”.

Promessa e Fogo do Conselho

O Fogo do Conselho é uma cerimônia em que todos se reúnem ao redor de uma fogueira, no final do dia, para se divertir através de apresentações, chamdas de esquetes, e termina com um momento de aprendizado ou de reflexão. As atividades do fogo de conselho tem como objetivo desenvolver a criatividade, a imaginação, as habilidades artísticas, a autoconfiança, a sociabilidade, a espiritualidade e, principalmente, a alegria dos jovens.

No VII Acampilha, o Fogo do Conselho ocorreu no sábado à noite e as esquetes apresentadas pelos jovens do Ramo Escoteiro e pelos Chefes Luciano, André e Richardson fizeram alusão ao tema do evento que foi os 20 anos do Ilha.

O momento mais emocionante do Fogo do Conselho foi a promessa da escoteira Sofia Borges. À Luz do fogo da fogueira, numa noite enluarada e num ambiente que representa bem o jeito escoteiro de ser Sofia Borges foi convidada ao centro da roda pelo Chefe Richardson e ali proferiu, emocionada, a sua promessa escoteira.

 De lobinha a escoteira

Esse Acampilha foi, sem dúvida, um evento muito marcando para a ex-lobinha, agora escoteira Anabelle Batista. Além de receber o importantíssimo distintivo Cruzeiro do Sul no dia 5/11, no dia seguinte ela foi a protagonista da cerimônia de passagem, onde migrou oficialmente do Ramo Lobinho para o Ramo Escoteiro.

Na primeira parte da cerimônia Anabelle se despediu de seus colegas de matilha e dos demais lobinhos bem como de sua Akelá Sylvia e da Assistente Enilene. Depois ela atarvessou a ponte entre o mundo da Jângal e o mundo dos homens onde, do outro lado, a aguardava o Chefe Richardson. Por fim Anabelle foi recebida pelos escoteiros que a receberam nos braços depois do mergulho final na Tropa Escoteira Impisa que a aguardava ansiosamente.

 

 Avaliação do evento

A felicidade dos jovens não tem preço…!

Clique na foto abaixo e assista o vídeo de cinco segundos com a declaração do lobinho Conrad Pinkus, dada no dia 6/11/2016, sobre o que ele estava achando do Acampilha naquele momento. Essa declaração resume bem a opinião dos jovens sobre o VII Acampilha.

Um vídeo vale mais do que mil parágrafos!

 

 

 

 

 

Agradecimento aos organizadores

luis-e-fran-coracao

Luis Paulo Lopes e Francine Gratival

E assim foi o VII Acampilha, um sucesso, com muita natureza, mata verde, ar puro, animais, céu azul e ensolarado durante o dia e estrelado à noite, bastante atividade e muita conquista, pois os jovens colocaram seus conhecimentos em prática utilizando a culinária mateira na elaboração de pizza, lasanha, pão de caçador e de pioneirismo com a construção de mesas de apoio e amarrações. necessárias ao acampamento.

O 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória agradece aos chefes Francine Gratival e Luís Paulo Lopes pelo excelente trabalho na organização do nosso Acampamento de Grupo.  deste tão grandioso e importante evento para nosso Grupo. Sabemos que foram meses de muito trabalho, planejamento, dedicação e compromisso para que nossos jovens pudessem viver esses momentos inesquecíveis em suas vidas.

Nossos empenhados chefes concluíram o Curso Básico e escolheram como atividade prática para obter o diploma a organização do Acampilha e, podemos garantir, são merecedores do diploma!

Francine e Lusi Paulo, somos muito gratos pela realiação do nosso VII Acampilha. Vocês fazem a diferença e nos ajudam a tornar possíveis as aventuras e o aprendizado que os nossos jovens vão levar por toda a vida 

Jodelson Sabino, Diretor Presidente do 11º/ES Grupo Escoteiro do Mar Ilha de Vitória

Fotos

Para fotos adicionais do VII Acapilha, clique na foto abaixo e acesse o nosso álbum correspondente no Flickr.

VII Acampilha 05 e 06-11-2016


Redação: Graziela Oliveira e Jodelson Sabino, Edição: Bernardo Vasconcellos e Jodelson Sabino, Fotos: Frank Komati e Jodelson Sabino


Um pensamento em “VII Acampilha /2016

  • Juscelino

    Muito mateiro, parabéns aos participantes, saudade de vocês. SAPS.

Os comentários estão desativados.